Observatório da Prostituição

O Observatório da Prostituição tem como objetivo contribuir para as ações e políticas destinadas à categoria de profissionais do sexo, em particular de prostitutas, assim como acompanhar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para esse público e produzir estudos e analises as mais variadas nas áreas de prostituição existentes em vários pontos do território nacional. O Observatório da Prostituição será um instrumento para a promoção de políticas de direitos humanos e da promoção do direito à cidade e ao trabalho sexual, buscando incorporar estudantes de graduação e pós-graduação para: 1) em sua primeira ação, organizar e tratar o acervo da Davida, sobre o movimento brasileiro de prostitutas, em consórcio com o APERJ; 2) realização de pesquisas e condução de atividades articuladas com as associações de prostitutas em áreas de prostituição do país; 3) acompanhamento das políticas públicas voltadas à prostituição e à defesa do trabalho sexual; 4) acompanhamento das intervenções urbanas em áreas de prostituição, em especial aquelas decorrentes dos atuais projetos de intervenção em curso na cidade do Rio de Janeiro em função dos grandes eventos esportivos; 5) organização de grupos de trabalho em reuniões acadêmicas (ABA, ANPUR, ANPOCS); e 6) elaboração e montagem do Museu da Prostituição. O projeto visa, portanto, promover debates, exposições e pesquisas sobre o direito ao trabalho sexual e sobre as respectivas políticas de reconhecimento destas e de outras demandas da Rede Brasileira de Prostitutas, a partir da organização, do tratamento e do acesso público ao acervo da Davida.

UFRJ Universidade da Cidadania (FCC)
Desenvolvido por: TIC/UFRJ